Última Atualização: 04/11/2016
O 14º Prémio GT anual vai para o “1951 Ford”, um carro vintage com 65 anos transformado num monstro moderno
Relatório de Evento

No dia 2 de novembro, em Las Vegas (hora local), os 14º “GRAN TURISMO AWARD SEMA” anuais (ou Prémios GT) decorreram durante a mostra “SEMA” (Specialty Equipment Market Association), onde carros modificados de topo disputaram o ambicionado prémio de “Best in Show”. Este ano, o “Best in Show” foi para o “1951 Ford”, que será incluído numa futura versão do Gran Turismo como reconhecimento pela vitória no Prémio GT.

O proprietário que trouxe este Ford vintage clássico para a era atual é o antigo piloto de competição Bruce Levens. O ex-piloto pretendia criar um carro de competição clássico com uma atmosfera europeia e a atenção ao detalhe pode ser vista nos cintos de cabedal e no interior elegante. Foram aplicadas mais de 10.000 horas na sua produção e graças ao trabalho de artesãos habilidosos, o carro ficou perfeito por dentro e por fora. Na cerimónia de prémios, Craig Wick, que trabalhou na produção do carro, subiu ao palco para receber o prémio em nome do proprietário.
Antes do anúncio do “Best in Show”, foram selecionados os 5 vencedores de cada classe. Eis os 5 vencedores de cada classe nomeados para o prémio “Best in Show” deste ano (o asterisco marca o vencedor do “Best in Show”):

Best Truck / SUV (Melhor Carrinha/SUV): 2016 Dodge Ram 1500 (proprietário: Mike White)
Best Domestic Car (Melhor Carro Doméstico): 1965 Ford Mustang (proprietário: Chris Marechal)
Best Asian Import (Melhor Importação Asiática): 1975 Datsun 280Z (proprietário: Chris Forsberg)
Best European Import (Melhor Importação Europeia): 2008 Audi R8 (proprietário: Ravikumar Ayyagari)
Best Hot Rod (Melhor Hot Rod): 1951 Ford (proprietário: Bruce Levens)*

Vamos apresentar os vencedores de cada classe deste ano:

Melhor Carrinha/SUV: 2016 Dodge Ram 1500 (proprietário: Mike White)

Este é um “monster truck” com a alcunha de “The Hellfire”, ou “Fogo Infernal”. O motor Hellcat de 6.2 litros produz 775 ps e a carrinha está equipada com travões de cerâmica e rodas de competição. Este é o regresso triunfante dos “monster pickups” que outrora davam luta aos “muscle cars”.

Melhor Carro Doméstico: 1965 Ford Mustang (proprietário: Chris Marechal)

Este é um Mustang ciborgue que regressa para se vingar. O motor V8 é sobrealimentado com um turbo e um sobrealimentador e produz 1000 cv. Nada foi negligenciado neste carro, com uma caixa sequencial de 6 velocidades e suspensão ajustável em altura, travões em cerâmica de carbono e todos os extras, com um interior vermelho imaculado.

Melhor Importação Asiática: 1975 Datsun 280Z (proprietário: Chris Forsberg)

O Datsun Z de primeira geração teima em não perder popularidade. O motor deste carro foi substituído por um RB25DET, com turbocompressores melhorados e uma transmissão reforçada para distribuir a potência. Um para-choques frontal em “G” e os guarda-lamas largos dão-lhe a aparência de um monstro.

Melhor Importação Europeia: 2008 Audi R8 (proprietário: Ravikumar Ayyagari)

O R8 é o principal desportivo da Audi e foi modificado numa forma que se assemelha à de uma máquina de GT3. Os painéis da carroçaria e os para-choques frontal e traseiro foram trocados por painéis de carbono não pintados e a grande asa traseira e difusor dão-lhe a funcionalidade de um carro de competição, enquanto que o grande diâmetro das rodas dá-lhe o espírito de um “street racer”.
[Vencedores anteriores do PRÉMIO GRAN TURISMO]
2003 Buick Special
2004 HPA Motorsports Stage II R32
2005 AEM S2000
2006 ArtMorrison Corvette '60
2007 HPA TT
2008 Infiniti G37
2009 Ford Mustang Trans-Cammer
2010 1969 Chevloret Camaro
2011 1971 Chevrolet Camaro
2012 Custom Ford Mach 40
2013 1967 Chevy Nova
2014 GoPro “Rampage” 1970 Chevrolet Camaro
2015 Datsun 240Z “Fugu Z”
2016 1951 Ford Coupe

b Regressar à Lista