Última Atualização: 28/10/2016
135.000 concorrentes, apenas um vencedor. Johnny Guindi Hamui, um jovem mexicano de 22 anos, sagrou-se campeão da edição de 2016 da GT Academy Internacional
GT Academy

Após 8 dias intensos que exigiram concentração constante, o Race Camp da GT Academy Internacional chegou ao fim no dia 26 de outubro, com o mexicano Johnny Guindi Hamui a sagrar-se vitorioso.

O formato da GT Academy deste ano diferiu dos anteriores, com os pilotos a representarem territórios de todo o mundo na luta para chegar ao topo. Os territórios representados incluíam o México, a Indonésia, a Austrália, o Norte de África (Argélia/Marrocos/Egipto), a Tailândia e as Filipinas. As rondas de qualificação para cada território decorreram em concessionários Nissan, espaços de eventos e outras localizações como centros comerciais, onde os concorrentes participaram numa corrida em contrarrelógio especial no Gran Turismo Sport. Mais de 135.000 pessoas participaram nesta ronda de qualificação altamente competitiva, com os 20 pilotos mais velozes de cada território a prosseguirem para as finais regionais. Estas foram também extremamente disputadas, reduzindo os 20 finalistas a seis por cada território. Estes 36 pilotos prosseguiram de seguida para Silverstone, um recinto mítico nos desportos motorizados, para se enfrentarem mutuamente.
Entre os 36 finalistas encontrava-se o primeiro piloto feminino a participar na GT Academy, Elysse Menorca das Filipinas, bem como o participante mais velho até agora: o tailandês Kanokphan Wathanakitanan, de 46 anos.
O Race Camp arrancou no dia 19 de outubro. A cada dia era apresentada uma nova série de desafios, todos eles projetados para avaliar e analisar as capacidades dos pilotos para vingarem enquanto profissionais.
Como de costume, a decisão final ficou guardada para a corrida do último dia do Race Camp. Antes, esta corrida tinha lugar com apenas um piloto de cada território, mas desta vez, dois pilotos por cada território participaram na corrida de 16 voltas, trabalhando em conjunto. Assim, os jurados poderiam avaliar da melhor forma a capacidade dos pilotos para trabalharem em equipa, para além das suas habilidades ao volante.

A equipa do México arrancou na pole position. Os mexicanos começaram bem e entraram na primeira curva na liderança, mas foram ultrapassados pelos concorrentes do Norte de África, que assumiram a liderança e aumentaram a diferença. Pressentindo que a corrida estava a fugir, a equipa mexicana cedo trocou de piloto, e Johnny Guindi Hamui assumiu o lugar de Enrique Manjarrez. Conduzindo com uma grande determinação, Hamui estabeleceu a volta mais rápida da corrida, aproximando-se dos pilotos do Norte de África.
O concorrente do Norte de África acabou por entrar nas boxes para trocar de lugar com o colega, e quando voltaram à pista Hamui já tinha recuperado a diferença por completo. Os pilotos entraram na primeira curva lado a lado, até que uma travagem excecional permitiu a Hamui ganhar a liderança, que defendeu com unhas e dentes até cruzar a meta em primeiro. Após a corrida, os jurados tomaram a sua decisão e Jann Mardenborough, antigo vencedor da GT Academy, declarou Johnny Guindi Hamui vitorioso.
Johnny Guindi Hamui:
“Estou incrédulo, vou demorar um bocado até acreditar naquilo que acabei de alcançar! Foi uma experiência inacreditável com concorrentes seriamente ferozes e nunca me diverti tanto na vida. Na corrida estava tão concentrado em fazer uma boa prestação que as minhas 11 voltas no carro passaram a voar. Estive sozinho durante cinco voltas e só queria alcançar tempos consistentes e depois na sexta volta vi o carro do Norte de África a sair das boxes. Estava com um bom ritmo e ultrapassei-o por fora. Depois, só tive de manter a calma e felizmente consegui fazê-lo, nem consigo descrever a sensação quando o Jann leu o meu nome como vencedor!”
Hamui dará início imediato à sua carreira como piloto de competição ao juntar-se à equipa RJN Motorsport da Nissan para um evento nacional em Brands Hatch este fim de semana. De seguida, irá juntar-se ao Programa de Desenvolvimento de Pilotos da Nissan para treinar tendo em vista a prova das 24 Horas do Dubai Hankook de 2017.

b Regressar à Lista