Please select your country / region

Close Window
GT
Comunidade do GT SPORT
BR
RELATÓRIO DO EVENTO

O Ferrari 330P4 Spider vence o Troféu Gran Turismo 2016

O famoso festival de carros históricos novamente embeleza o verão da Califórnia este ano. A 66ª edição do "Pebble Beach Concours d'Elegance" foi realizada em Pebble Beach, no domingo 21 de agosto, e o Gran Turismo concedeu o 9º Troféu Gran Turismo ao 1966 Ferrari 330P4 Spider.

O Pebble Beach Concours d'Elegance é um dos mais prestigiados eventos de carros históricos do mundo, realizado a cada ano no terceiro fim de semana de agosto. O local do festival é o buraco 18 do famoso campo de golfe de Pebble Beach, e, no dia do evento, o fairway do campo fica repleto de fãs de automóveis de todo o mundo.

O "Troféu Gran Turismo", que começou em 2008, seleciona, entre os diversos carros esportivos e de GT que participam do Pebble Beach Concours d'Elegance, um carro que incorpore a filosofia do "Gran Turismo". Aqui estão os concorrentes deste ano:

1933 Lancia Astura Aerodinamico
Os designs arrojados se popularizaram a partir de meados da década de 1930, e este é um dos primeiros exemplos que incorpora esse estilo em um "modelo único", criado pela "Castagna" Carrozzeria de Milão
1949 Porsche 356SL
O carro do povo, ou "Volkswagen", desenvolvido pelo Dr. Ferdinand Porsche, também se tornou um carro esportivo graças à mecânica avançada e ao notável desempenho. O resultado foi o 356. De 1948 até o ano seguinte, foram produzidos 50 coupés com carroceria de alumínio, que podem ser considerados como uma série de protótipos. Desses carros, quatro foram levados para a corrida de Le Mans de 1951 pela equipe-satélite da fábrica. Embora três carros infelizmente tenham batido na fase classificatória, o carro restante ficou em 20º lugar na classificação geral e venceu na classe de 1.100 cc. O carro indicado aqui é precisamente o carro vencedor, um modelo lendário que deu início à história de corridas da Porsche.
1937 BMW 328 Mille Miglia Buegelfalte
O modelo esportivo definitivo da BMW no período pré-guerra foi o 328, equipado com um motor de seis cilindros. Foram produzidos 462 carros, dos quais três receberam uma carroceria roadster projetada internamente e participaram da Mille Miglia de 1940. Os carros se saíram muito bem, ficando na terceira, na quinta e na sexta posição. Dizem que o design circular longo dos para-lamas dianteiros ligados aos para-lamas traseiros influenciou o design de diversos modelos de carros esportivos das décadas de 1940 e 1950. O nome "Buegelfalte" significa "calças com vincos".
1970 American Motors AMX/3
Em vez de ir na mesma direção das três principais montadoras, a American Motors trilhou seu próprio caminho no desenvolvimento dos carros. O AMX/3 foi um protótipo destinado a inserir a empresa no mercado de carros esportivos. Esse foi um carro esportivo completo, com motor central V8 de 6,4 litros e transmissão manual de 4 velocidades. No entanto, a crise econômica da empresa não possibilitou a produção em larga escala, e apenas 5 carros (além de um carro adicionado posteriormente) foram produzidos para testes. O carro tem uma beleza única e poderia ter competido de igual para igual com o De Tomaso Pantera, que estreou na mesma época.
Bizzarrini 5300 GT Strada
Este é um automóvel esportivo criado por Giotto Bizzarrini, o famoso engenheiro que trabalhou para empresas como Alfa Romeo, Ferrari e ATS. Depois de ter desenvolvido carros como o Iso Rivolta e o Grifo na década de 1960, Bizzarrini queria muito ver o A3C, a versão de corrida do Grifo, ser produzido para venda comercial. No entanto, quando seu sonho não se realizou por meio do Iso, ele deixou a empresa e colocou seu próprio nome no A3C, como Bizzarrini 5300GT, apresentando ele mesmo o carro para o mundo. Apesar de não ter obtido o sucesso comercial, as belas formas do carro refinado por Giugiaro em seus dias de Bertone ainda chamam a atenção dos que o veem.
O carro que triunfou sobre esses carros históricos para receber o "Troféu Gran Turismo 2016" é o 1966 Ferrari 330 P4 Spider. Na corrida das 24 Horas de Le Mans de 1966, a Ford dominou o pódio com o GT40 Mk. II. Este aqui foi o carro desenvolvido pela Ferrari para dar o troco no ano seguinte. Ele recebeu um motor V12 de 4,4 litros com um novo cabeçote de 3 válvulas por cilindro, aumentando sua potência de maneira significativa. Embora não tenham vencido a corrida de Le Mans de 1967, eles eram extremamente competitivos, ficando em 2º e 3º lugar. O estilo intimidador da máquina projetada pela Carrozzeria Drogo incorpora um cockpit com uma cobertura convexa parecida com a de aeronaves, além de faróis quádruplos cobertos com Plexiglas. Essa é sem dúvida uma das melhores Ferraris de corrida da história. Esse carro com o número do chassi CH-856 é o mesmo que conquistou o 2º lugar na Le Mans de 1967.
Nas outras áreas do festival, muitos fabricantes de automóveis tinham seus próprios estandes. A BMW, que chega ao 100º aniversário este ano, exibiu sua linha Art Car (carros pintados por expoentes de arte moderna). A Daimler exibiu seu Vision Mercedes Maybach 6, o protótipo de um coupé grande. A Ford reuniu todos os GT40 em comemoração ao 50º ano desde a vitória em Le Mans pelo mesmo modelo. E a Bugatti trouxe o carro Bugatti Vision Gran Turismo funcional, atraindo a atenção de muitos espectadores.
E, finalmente, o vencedor de "Melhor do Show" do Pebble Beach Concours d'Elegance deste ano foi para o 1936 Lancia Astura Pininfarina Cabriolet.