Please select your country / region

Close Window
GT
Comunidade do GT SPORT
BR
GT Academy

135.000 competidores, apenas um vencedor. O mexicano Johnny Guindi Hamui, 22 anos, é coroado Campeão de 2016 da GT Academy International

Após 8 dias intensos, que exigiram foco constante, o acampamento de corrida da GT Academy International chegou ao fim no dia 26 de outubro, com o mexicano Johnny Guindi Hamui sagrando-se campeão.

O formato da GT Academy deste ano foi diferente de edições anteriores, com os pilotos representando territórios do mundo inteiro para descobrir quem chegaria ao topo. Os territórios representados foram: México, Indonésia, Austrália, África do Norte (Argélia/Marrocos/Egito), Tailândia e as Filipinas. A rodada classificatória para cada território aconteceu em concessionárias da Nissan, espaços de eventos e outros locais, como shopping centers, onde os competidores participavam de uma prova de tempo preparada especialmente para o Gran Turismo Sport. Mais de 135.000 pessoas participaram da competitiva rodada classificatória, na qual os 20 pilotos mais rápidos de cada território seguindo para as finais regionais. As finais foram extremamente concorridas, afunilando os 20 finalistas para apenas seis de cada território. Estes 36 pilotos então seguirão para Silverstone, um dos palcos mais famosos do automobilismo, para se enfrentarem.
Entre os 36 finalistas estava a primeira piloto a participar da GT Academy, Elysse Menorca, das Filipinas, e o participante mais velho até o momento, o tailandês Kanokphan Wathanakitanan, de 46 anos.
O acampamento de corrida começou no dia 19 de outubro. Uma série de desafios foi exibida a cada dia, cada um planejado para avaliar e analisar se os pilotos tinham o necessário para se tornarem profissionais.
Como de costume, tudo se definiu na corrida final, no último dia do evento. Anteriormente, esta corrida era disputada por apenas um piloto de cada território, mas desta vez dois pilotos de cada território disputaram a corrida de 16 voltas, trabalhando em conjunto. Isso permitiu que os juízes avaliassem melhor o trabalho em equipe de cada piloto, assim como outras habilidades automobilísticas.

A equipe mexicana ficou com a pole position. Ela começou bem e seguiu para a primeira curva, mas foi deixada para trás pela África do Norte, que assumiu a liderança e abriu distância. Sentindo que a corrida estava saindo de suas mãos, a equipe mexicana trocou de pilotos cedo, e Johnny Guindi Hamui substituiu Enrique Manjarrez. Pilotando com determinação, Hamui fez a volta mais rápida da corrida, acabando com a vantagem da África do Norte.
A África do Norte finalmente parou para trocar de piloto, e quando voltaram à pista, Hamui tinha acabado completamente com a vantagem da África do Norte. Eles foram para a primeira curva lado a lado, antes de uma incrível exibição de frenagem que permitiu que Hamui assumisse a liderança, que ele defendeu com unhas e dentes e não abandonou até cruzar a linha de chegada em primeiro lugar. Após a corrida, os juízes tomaram a decisão, e o último vencedor da GT Academy, Jann Mardenborough, declarou a vitória de Johny Guindi Hamui.
Johnny Guindi Hamui:
"Não consigo acreditar, vai demorar muito para cair a ficha do que eu conquistei! Foi uma experiência inacreditável, com alguns competidores muito difíceis de vencer e foi a maior diversão que já tive na vida. Na corrida, eu estava tão concentrado em fazer um bom trabalho que minhas 11 voltas no carro passaram voando. Eu estava sozinho por cinco voltas e estava tentando fazer tempos consistentes, então, na minha sexta volta, eu vi o carro da África do Norte vindo dos boxes. Eu estava num ótimo ritmo e o ultrapassei por fora. Depois disso, eu só precisava manter e felizmente eu consegui. Não dá para descrever o sentimento de quando Jann leu meu nome como campeão!"
A carreira de Hamui como piloto começará imediatamente, a partir de quando ele se juntar à equipe RJN Motorsport da Nissan para um evento nacional em Brands Hatch neste fim de semana. Em seguida, ele entrará para o Programa de Desenvolvimento de Pilotos da Nissan, para treinar para a corrida de Dubai de 24 horas da Hankook, em 2017.