Please select your country / region

Close Window
GT
Comunidade do GT SPORT
BR
GT Academy

Florian Strauss conquista o 2º lugar nas 12 Horas de Bathurst, Austrália

Florian Strauss (campeão da GT Academy da Alemanha em 2013), da equipe global de atletas da NISMO, conquistou o 2º lugar na famosa corrida 12 Horas de Bathurst, realizada em 8 de fevereiro, no Mount Panorama Circuit, Austrália. Depois da sua vitória geral no ano passado, ele conseguiu, mais uma vez, um lugar no pódio dessa corrida.

Os pilotos da equipe global de atletas da NISMO deste ano foram Florian, Katsumasa Chiyo e o ex-campeão da série australiana de supercarros V8, Rick Kelly. O carro foi o Nissan GT-R, adornado com o número “1” em reconhecimento da sua vitória no ano passado.

Enfrentando fortes rivais como o McLaren 650S e o Audi R8, e com um pouco de hesitação na escolha de pneus durante a etapa classificatória, o Nissan GT-R não foi muito bem no início, ficando na 13ª posição. Entretanto, na corrida final, que começou às 5h45 de domingo, ele disparou entre as posições e assumiu a liderança uma hora após o início.

No entanto, este ano a corrida tornou-se caótica de novo, com várias intervenções do safety car na pista. Como as equipes aproveitam essa oportunidade para passar pelos boxes, as posições de liderança mudaram com frequência. Faltando apenas uma hora para o fim da corrida, o carro n° 1 fez sua última parada nos boxes enquanto se mantinha em primeiro lugar. Ao ver essa oportunidade, o McLaren n° 59 fez sua melhor jogada e conseguiu a liderança, com 10 segundos de vantagem. Parecia que a vitória iria para o n° 59, mas o Nissan n° 1 não ia desistir sem lutar. A partir dos últimos 10 minutos, quando a pista começava a clarear, Chiyo avançou pela pista em alta velocidade para reduzir sua diferença para cerca de 5 segundos. Na última volta, Chiyo levou seu carro até o limite, até esbarrando na borda da pista para chegar logo atrás do n° 59. Mas já era o final, e o carro Nissan GT-R NISMO GT3 n° 1 terminou a corrida de Bathurst deste ano apenas 1,276 segundo atrás do 1º lugar.

Florian Strauss (Alemanha)
“Eu acho que [o dia] foi incrível. Todos na equipe ficaram um pouco decepcionados ontem, mas estávamos confiantes de que o nosso ritmo de corrida seria muito melhor do que mostrou a volta classificatória”, contou Florian Strauss.

“Mas, claro, é sempre difícil conseguir a vitória aqui. Havia muitas bandeiras verdes este ano. Como Rick disse, era impossível alcançar o piloto mais rápido [que está sentado] ao meu lado [nesta conferência], mas Chiyo fez tudo o que podia. Tenho certeza de que no ano que vem teremos outra oportunidade para tentar conseguir a vitória.”